1 de novembro de 2013

Dia de Finados!

02 de novembro - Dia de Finados


Celebramos de modo especial a memória dos nossos irmãos falecidos, rogando a Deus por eles. A Liturgia realça a ressurreição e a vida, tendo como referência a própria ressurreição de Cristo. Embora sintamos a morte de alguém, acreditamos na vida eterna. Por isso Santo Agostinho nos recomenda: “Saudade sim, tristeza não.”
Na piedade popular, o Dia de Finados é marcado por três características: é o dia da saudade, o dia de fazer memória, o dia de professar a fé na ressurreição.
É dia da saudade, pois nos faz sentir a ausência de quem foi presença em nossas vidas; ao mesmo tempo, revive-se a presença. Mas a memória dos que partiram é confortada pela nossa fé na ressurreição. Se a certeza da morte nos entristece, a promessa da ressurreição nos faz viver da esperança de que a morte não é o fim, mas a passagem de uma vida peregrinante por este mundo para a vida na pátria definitiva.
De acordo com a doutrina cristã, existe um estado de purificação, depois da morte, chamado Purgatório. “Os que morrem reconciliados com Deus, mas carregando faltas, dívidas espirituais por pecados cometidos, necessitam se purificar.
Rezamos pelos mortos, pois a Igreja ensina que, pela solidariedade espiritual que existe entre os batizados, temos condições de oferecer preces, sacrifícios em sufrágio das almas do purgatório.” Por isso oferecemos orações e missas pelos falecidos.
Na Profissão de Fé rezamos: Creio na ressurreição, creio na vida eterna. Que essa fé nos impulsione na caminhada até Deus, seguindo os ensinamentos de Jesus Cristo. Assim construiremos uma vida feliz que se realizará de forma plena e perfeita após a morte, quando seremos envolvidos pelo abraço amoroso de nosso Pai. Todos morremos mas somos chamados à ressurreição por Cristo. Por isso o Dia de Finados é um convite a celebrarmos a vida e a esperança.
Para o cristianismo, a vida, dom de Deus, não se limita ao tempo e espaço terrenos, mas se perpetua pela eternidade, de forma plena e perfeita na participação da glória de Deus. Por isso a morte é o início de uma nova etapa. Embora a tristeza nos domine quando perdemos um ente querido, a esperança nos consola, pois, como rezamos na Liturgia, “para os que creem, a vida não é tirada, mas transformada; e desfeito o nosso corpo mortal, nos é dado, nos céus, um corpo imperecível.”
A morte é o momento mais importante da vida, porque deixamos tudo e partimos para a outra fase. Deixamos a família, os amigos, a pobreza, a doença, a riqueza , que em muitos casos,  servirá de briga para os herdeiros,
A morte nos iguala a todos, nos humilha a todos, somos todos impotentes diante dela. Morrer é algo que contraria a todos nós. Por que? Porque não fomos criados para a morte, mas para a vida. Parece-me que quanto mais me aproximo da morte, mais experimento a realidade vida. Somos chamados à vida plena e só a alcançamos definitivamente quando passarmos pela morte. Morte só será o caminho para a nossa vida plena. Por isso, não devemos temer a morte. Ela é uma agradável passagem, é uma páscoa. À medida que vamos envelhecendo, ela se avizinha muito de nossos pensamentos. Vamos adquirindo uma experiência de morte. Tanta gente que conviveu conosco, já está do outro lado.  Não fujamos da morte, de pensar nela, de nos prepararmos para uma boa morte. Tenhamos um contato muito real com a realidade da morte e então teremos uma visão bem cristã dessa passagem para a eternidade. Morte é o início da vida eterna.
O melhor modo de celebrar os mortos é trazê-los bem vivos na memória, pensar neles, confiar na oração deles.Buscar ter com eles uma comunhão de vida, adquirir com eles essa consciência de ressurreição. Eles têm viva essa consciência, porque já têm certeza de sua vitória.

 Fonte: recebi de e-mail

4 comentários:

✿ chica disse...

Texto lindo, com a profundidade necessária! beijos,lindo fds!chica

Regina disse...

Dia de Finados, alguns anos atrás, era para mim um dia de lembrarmos dos mortos, e orar por eles. Hoje me tornou um dia triste e cheio de saudade, ao rever meus pais tão queridos que ali estão. A recordação e grande, e a falta que sinto deles.
Amiga um forte abraço. Regina.

Marian disse...

La mejor manera es orando y viviendo la Eucaristía aplicándola a sus almas. ¡Gracias Mª Luisa! Un abrazo grande.
Dios y la VIrgen te bendigan

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida amiga Luíza
Sei como deve estar se sentindo no dia de hoje... a saudade pode querer nos atordoar... mas,lutemos com Fé e Esperança!!!
Uma noite abençoada pra VC!!!
Bjm de paz e bem

Related Posts with Thumbnails