8 de dezembro de 2011

O QUE É O NATAL PARA MIM? BLOGAGEM COLETIVA II

Imagem da Internet
Natal para mim era tão somente a espera de comida diferente, guaraná, assados diferentes, manjar branco, manjar de vinho, pudim de leite e um singelo presentinho, quase sempre uma sombrinha. Não tínhamos árvore enfeitada,  nem presépio. Presépio era só na igreja. Cresci na austeridade da matriarca italiana, minha bisavó, sem traço algum de ternura. Não davam satisfações às crianças. Houve um tempo de pureza e inocência em que só descobríamos a proximidade do Natal, quando minha avó, nos mandava procurar determinada planta e com vários galhos ela os amarrava em uma vara bem comprida para fazer uma vassoura. Pronto! A esse toque, então, já adivinhávamos que ele estava chegando. Começávamos a viver a euforia. A vassoura era para a faxina das paredes e do telhado dentro de casa, pois não havia forro. Limpavam-se as teias de aranha, fuligem das lamparinas, do fogão à lenha que nunca apagava, sempre quentinho  como o coração daquela vovozinha, silenciosa e submissa à sua mãe, minha bisavó, sem ternura. Procedia-se então com faxina nas gavetas das cômodas, dos armários, lavagem das louças da cristaleira, enfim o clima era só de faxina. Tudo ficava limpinho, renovado. Vovó separava algumas galinhas e as prendia para só comerem milho. Com elas se fazia a canja do almoço do Natal. Cozinhavam-nas inteiras, por muitas e muitas horas. Recolhíamos ovos para as bolachas, muitos, pois elas  seriam para o  café da manhã naquelas vésperas de Natal. Eram fornadas e mais fornadas de bolachas grandes e grossas que derretiam ao molhá-las no leite purinho de vaca. Enchiam-se latas, aquelas latas de 20 litros. Minha bisavó, a sem ternura, fazia as broas de milho também. Matavam leitoas, carneiros e eu ao redor de todo aquele movimento culinário. Como eu amava aquilo tudo. Fortes e doces lembranças ainda imperam nos meus sentidos! No dia tão esperado, montava-se uma mesa imensa ao ar livre, para caber todos os dez filhos de vovó, os homens com suas respectivas esposas e filhos, as mulheres com seus maridos e filhos. Era muita gente naquela família.  Quase não comíamos pois, diante de  tantos priminhos e priminhas e de tanto guaraná, só bebíamos e brincávamos muito. Cheios de guaraná, não sobrava espaço para a comida. Na véspera, colocávamos um pratinho na janela, com capim pro burrinho que trazia o Papai Noel para deixar o singelo presentinho. Foram anos e anos assim.


Foto de um cartão antiguinho que coleciono

Hoje, o que é o Natal para mim?

A plena consciência do grande amor de Deus pela humanidade,
que humano se tornou para nos declarar esse imenso amor por todos nós e ser amado por todos nós. E fazer memória desse nascimento é tornar viva, cada vez mais a centelha divina que habita em nós, é tornar mais forte a esperança dentro de nós, é concretizar o amor, é cristificar nossa alma e intensificar a nossa fé.
O Natal é o momento mágico que pára o mundo.
"Para a nossa alegria, Deus se fez pessoa humana como nós.
Ele veio a este mundo: Céu e Terra se tocaram"
Natal é presença forte , significativa para mim. Eu continuo os passos de vovó.  Outubro começo minha grande faxina. Limpo, faço muita doação de roupas e objetos, renovo, modifico e enfeito tudo, cada cantinho,  para o Menino. Enquanto faxino o exterior vou meditando no meu interior sobre aquilo que eu preciso mudar, renovar, modificar e enfeitar. Passei para meus filhos esse momento mágico. Eles nasceram com árvore e presépio e sabendo do grande acontecimento. 


Foto de um cartão de natal, meu

Desejo a todos um santo e feliz Natal. E para que ele seja abençado, rezemos:


Imagem da Internet
"Jesus Cristo, vós que nascestes em Belém, nesta Noite Santa, vinde a nós! Entrai em mim, na minha alma. Transformai-me. Renovai-me. Fazei que eu e todos nós, nos tornemos pessoas vivas, nas quais se torna presente o vosso Amor e o mundo é transformado"
Revista Canção Nova 



Essa é a minha participação na Blogagem Coletiva: "O que é o Natal para mim", proposta pela doce Rosélia.
Beijos!

26 comentários:

✿ chica disse...

Arrepiei-me ao ver teu Natal de antes, pois era mesmo assim. Tantos detalhes, faxinas, preparativos... Lindo , mas o de hoje, ganhou o real sentido.

Maravilhosa tua participação! beijos,chica e tuuudo de bom,SEMPRE!!!

Imac by Artes disse...

Minha querida!
De uma forma linda e verdadeira destes suavidade e saudades ao Natal de antes... E retratastes com muito amor e esperança o Natal de hoje e o seu verdadeiro sentido.
Muito sábia e reflexiva sua participação.
Abraços! Lindo e abençoado dia pra ti.

Maria Luiza disse...

Obrigada, meninas pelo carinho! Amei os comentários. Beijos!

Ailime disse...

Maria Luiza,
Adorei ler a sua partilha sobre o Natal da sua infância!
Apesar de tudo eram dias de Natal muito felizes brincando com todos os priminhos...
Destaco a frase que deixou a seguir sobre o que representa hoje o Natal para si e da qual comungo: "A plena consciência do grande amor de Deus pela humanidade".
Tenha um Feliz Natal e hoje um excelente dia da Imaculada Conceição, feriado em Portugal.
Beijinhos da
Ailime

Felipa disse...

Amiga Maria Luiza, o seu Natal antigo encheu-me de nostalgia, ao lembrar natais já passados e tanta gente que já passou pela minha vida. Tenho lembranças contraditórias dos natais da infância, ora alegres, ora tristes, mas que deixaram em mim este amor imenso pelo Menino Jesus, pelo presépio, por tudo o que é Natal.
Beijinho

casa de fifia disse...

oi maria luiza
não sabia que você tinha esse outro blog não !!
querida achei muito comovente essa historia da tua infância,
é sim as mulheres italianas são muito fortes.
e a maioria não gosta de demostrar carinho ou afeto.
por aqui dizem que demostrar sentimentos é um sinal de fraqueza.
pode ???
bom fim de semana


baci

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Alfa

" Das alturas orvalhem os céus,
E as nuvens que chovam justiça,
Que a terra se abra ao amor
E germine o Deus Salvador"...

Antes, vivíamos do jeito que vc narrou tão bem... meu Natal de criança era assim também... sem oração alguma...
Crescemos.... ainda bem!!! O verdeiro sentido natalino está dentro do nosso coração... haja o que houver... O Menino Deus está encantando o nosso ser... sejam lágrimas internas derramadas mas Ele nos faz cócegas espirituais... nos dando alegria interna que é o que mais importa...
Como é bom ter Jesus como prioridade em nossa vida!!!
Ai de nós se não fosse assim!!! Que encanto teríamos nesta data tão especial???


Fico tão sem palavra para agradecer o carinho imensurável com que me cumula ao longo do ano que só posso lhe dizer que te amo fraternalmente...
Seja muito abençoada e feliz, amiga!!!
Bjm de paz e FELIZ NATAL... apesar de qualquer vestígio de dor em seu coraçãozinho....

"Quando eu estiver contigo no fim do dia, poderás ver as minhas cicatrizes,

e então saberás que eu me feri e também me curei."

(Tagore)

lenalima disse...

Oi Maria Luisa. fez-me lembrar os natais passados junto com meus nonos era tudo tão lindo...minha nona era italiana e muito devota, o Natal era muito diferente de agora , comemorava-se o verdadeiro espirito...Jesus!
Ah! o nome de minha nona era Maria Luisa.
linda a sua história, me emocionei, pois lembrei dos natais da minha infância!
Boas Festas!
abraços!

Vem da Terra disse...

Maria Luisa, ler esse seu texto foi um encantamento só. Obrigada pela experiência tão boa. Beijo!
Marilsa

LUCONI disse...

Boa noite Maria Luiza, li o seu perfil,você diz "fique comigo" e eu te digo já fiquei, que casa iluminada você tem por aqui, li três textos seus e me apaixonei, agora esta postagem coletiva, que fez com que eu te descobrisse, ficou excelente, sim na nossa geração parece que o espírito natalino era diferente, graças ao Pai hoje em dia já está mais próximo da realidade, do real propósito da comemoração, pelo menos para mim e para os que convivem no mundo ao meu redor, amei o teu texto parabéns e como disse já estou seguindo, beijos e obrigada pelas belas palavras em meu blog, Luconi

Lulú disse...

Olá Maria Luiza.
Recordar é muito bom.
Como nós éramos felizes naquele tempo! Simplicidade, respeito.
Sua contribuição como sempre está maravilhosa.
Beijo
Maria Luiza (Lulú)

Bel Rech disse...

Fiquei emocionada com o inicio de sua história!Bela e forte..Estar com a família é uma benção e preparar essa vinda de Jesus é a maior festa!
Paz e bem
FELIZ NATAL!

ETERNA APAIXONADA disse...

Olá Maria Luiza, venho pela Blogagem coletiva!
Sua postagem fala por muitos de nós! Lindo e comovente!
Um grande abraço e votos de um Santo e Feliz Natal a você e família!
Helô Spitali

PS: Como tenho vários blogs, participo também no Lembranças do Natal

Angel@ disse...

Olá, amiga Maria Luiza! Gostei muito das suas reflexões sobre o sentido do Natal. Que Jesus Menino encontre espaço em nossos corações para que possa renascer, iluminar e transformar a nossa vida com seu amor incondicional e infinito!
Carinhosamente,
Angela

CamomilaRosaeAlecrim disse...

Adorei este seu Blog...minha família minha e pais meus tb são católicos e minha mãe Alfazema, trabalha na igreja da Maria Porta do Céu e Desatadora dos Nós em Campinas no Bairro Santa Genebra...lugar de peregrinação muito bonito e cativante, onde as pessoas recebem muitas graças...
Vou passear por mais este Blog seu e ver mais...
As fotos são lindas de bom gosto...
Meu nome é Rosana e minha irmã Keila...somos CamomilaRosa e Alecrim...
Beijos!
CamomilaRosa

Zilda Santiago disse...

Adorei seu texto e a forma carinhosa como descreve a ternura embutida da bisa!!!Grande beijo amiga.

Dora Regina disse...

Adorei o antes e o depois, pura conversão.
São nos pequenos gestos e atitudes do nosso dia-a-dia que devemos proporcionar o mínimo de alegria e compreensão a todos que nos cercam. Que o espírito natalino encha os nossos corações. Boas Festas e Feliz Ano Novo
Grande abraço!

Sonia Guzzi disse...

Amém.
Jeito encantador de contar e pensar o natal.
Adorei a família.
Compartilhamos a blogagem coletiva.
Gde abraço, em divina amizade.
Sonia Guzzi

Maria Luiza disse...

Maria Luiza
Linda a sua participação e à maneira como retratou o Natal da sua infância, comum na nossa época. Esperado, simples e com muitos significados. Hoje, é vivido com o mesmo significado, talvez dentro da modernidade tudo mais facilitado.
Um grande abraço

Lucinha disse...

Maria Luiza,

Lindíssima a sua participação nessa Blogagem Coletiva de Natal.
Fiquei encantada com sua história. Eu vivi a parte da comida e da reunião de família, mas não de limpeza. Minha avó já arrumava pessoas pra limpar antes da chegada dos netos da cidade.
Minha bisa, era cheia de ternura, assim como a minha avó, e gostava muito de fazer broa de milho também.
Seu Natal do passado era lindo, e quantas lembranças maravilhosas, apesar do trabalho duro.
Seu Natal do presente é cercado por uma família linda que você e o Tony construiram.
Amiga, já estou sentindo saudade antes de ir. Até parece que estou indo pra mais longe, e não para o mesmo país que você. Rs
Sempre que puder, eu escrevo por email. Ok?
Mais uma vez, parabéns pela linda postagem.
Beijos

Regina F. Murbach disse...

Amiga foi emociante ler sua história sobre o natal. Rica em detalhes, sua lembrança e ainda está muito viva em sua memória. Sabe que gosto de tudo o que faz e sou sua grande admiradora. Deus te abençoe, a Virgem Maria te proteja. bj Regina.

RUTE disse...

Oi querida MªLuiza,
adorei sua historia antiga de Natal. Você descreveu com tamanho realismo que parecia que eu estáva vendo um documentário na televisão. Amei, juro.

Mas depois amei, ainda mais, o termino do seu texto, a junção do céu com a terra, unidos pela encarnação de Jesus no plano fisico.
Mil beijos de cá, deste lado do atlântico, unindo um continente ao outro.
Rute

Thaíza disse...

Muito linda a colocação em palavras de suas lembranças e o que passa hoje para seus filhos. Parabéns!

Clara disse...

Aqui está vc, Maria Luiza!!!!
rsrsrsrsrs

Valeu a espera.... que lindo o seu texto!
Eu tbm convivi com gente sem ternura, acho que temíam que nós não os respeitássemos, por isso eram tão sisudos....
Que bom que lembranças boas ficam pra sempre!
Eu tbm me empanturrava de guaraná, já que no final do ano era a única data que bebia.
Tudo muito simples e muito sabororo e cheiroso.

Que vc tenha um excelente Natal, junto com sua família, e com a benção do Menino Jesus!

Beijosssss

Esplendor da Criação disse...

Olá Maria!
O Natal é o momento mágico que pára o mundo. Que maravilha de post, querida, com o tempo vamos amadurecendo e entendo o verdadeiro sentido do Natal. Jesus no coração, é ali que Ele repousa em sua manjedoura. Pra vc um abençoado Natal e um Ano Novo repleto de PAZ! Com carinho, IEDA.

Sandra Portugal disse...

Adorei o revival da orvalho do Céu, hoje!
Feliz 2012 e muito sucesso!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Related Posts with Thumbnails