26 de março de 2011

19º Dia da Caminhada Quaresmal - 3º Domingo da Quaresma

Existe um poço no meio do deserto ...

Evangelho segundo São João 4, 5-42.


Jesus chegou, pois, a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, perto do terreno que Jacob tinha dado ao seu filho José. Ficava ali o poço de Jacob. Então Jesus, cansado da caminhada, sentou-se, sem mais, na borda do poço. Era por volta do meio-dia. Entretanto, chegou certa mulher samaritana para tirar água. Disse-lhe Jesus: "Dá-me de beber." Os seus discípulos tinham ido à cidade comprar alimentos. Disse-lhe então a samaritana: "Como é que Tu, sendo judeu, me pedes de beber a mim que sou samaritana?" É que os judeus não se dão bem com os samaritanos. Respondeu-lhe Jesus: "Se conhecesses o dom que Deus tem para dar e quem é que te diz: 'dá-me de beber', tu é que lhe pedirias, e Ele havia de dar-te água viva!" Disse-lhe a mulher: "Senhor, não tens sequer um balde e o poço é fundo... Onde consegues, então, a água viva? Porventura és mais do que o nosso patriarca Jacob, que nos deu este poço donde beberam ele, os seus filhos e os seus rebanhos?" Replicou-lhe Jesus: "Todo aquele que bebe desta água voltará a ter sede; mas, quem beber da água que Eu lhe der, nunca mais terá sede: a água que Eu lhe der há-de tornar-se nele em fonte de água que dá a vida eterna." Disse-lhe a mulher: "Senhor, dá-me dessa água, para eu não ter sede, nem ter de vir cá tirá-la."
Respondeu-lhe Jesus: "Vai, chama o teu marido e volta cá." A mulher retorquiu-lhe: "Eu não tenho marido." Declarou-lhe Jesus: "Disseste bem: 'não tenho marido', pois tiveste cinco e o que tens agora não é teu marido. Nisto falaste verdade." Disse-lhe a mulher: "Senhor, vejo que és um profeta! (...)



Senhor, hoje eu não quero comentar nada sobre tudo aquilo que venho aprendendo com esse texto ao longo dos meus anos. Tenho ouvido tanto, lido tanto, alimentando-me de tantas idéias que não são minhas, mas que somaram; que não saíram do meu coração , mas  o aqueceram.  Senhor, hoje eu só quero,  permita-me, sentar-me ao seu lado
na borda do poço, e ficar assim no mais profundo silêncio do meu ser. Quero apenas fechar meus olhos e sentí-lo. Nada mais!!! Amém!!! (Maria Luiza)




És água Viva
Eu te peço desta água que tu tens
És água viva, meu Senhor
Tenho sede, tenho fome de amor
E acredito desta fonte de onde vens
Vens de Deus, estás em Deus, também és Deus e Deus contigo faz um só
Eu, porém, que vim da Terra e volto ao pó quero viver eternamente ao lado Teu

És água viva, És vida nova e todo dia me batizas outras vez
Me fazes renascer, me fazes reviver e quero água desta fonte de onde vens
(Pe. Zezinho)

Amanhã caminharemos com http://giselepontes.blogspot.com/

15 comentários:

Lucinha Cullen's Garden and Cia disse...

Maria Luiza,

Dando mais um passo na caminhada quaresmal, me deparo na beira do poço de Jacob, como essa mulher samaritana.
Jesus mesmo sabendo de minhas limitações, meus pecados da minha pequenez, me oferece água da vida.
Ainda bem que existe um poco no meio do deserto da minha vida.
Abençoada partilha. Parabéns!
Nunca mais voltarei a ter sede.
Essa parábola tem me ensinado muito também ao longo de minha vida.

DE MÃOS DADAS disse...

Como imagino Jesus tão perto de mim saciando a minha sede com água viva.

Meu Deus como estou sedenta dessa água, peço-te que deixes que essa água sacie todos os meus irmãos de Caminhada.
Excelente e humilde reflexão
Que Jesus esteja sempre connosco
Amen
Obrigada Maria Luiza
Uma coisa... quem coloca amanhã a postagem do dia, é a Maria Luiza outra vez?
Por favor informe-sme
Obrigada e um santo domingo
Que Deus abençoe a nossa Caminhada
Beijinhos da Utilia

Ailime disse...

Maria Luiza,
O Evangelho de hoje e que coloca na sua reflexão desta nossa caminhada Quaresmal é um texto riquíssimo em vários aspectos na minha modesta interpretação.
Jesus não faz acepção de pessoas, (vai até à Samaria) quer a união dos povos e é Ele que nos alimenta verdadeiramente.
Ele, fonte da Vida, que nos faz renascer em cada dia.
Excelente a sua meditação.
Bem-haja
Beijinhos.
Ailime

Giovana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giovana disse...

* perdão, o texto foi postado cortado, por isto exclui e retornei a postar.


Salve Maria!

Eu fui um dia esta samaritana, que pediu a Jesus "Senhor, dá-me desta água, para eu não mais ter sede nem vir aqui tirá-la"; e para mim o ponto culminante deste texto é que a SAMARITANA NÃO MENTIU, disse a verdade sobre sua condição; e a partir daí todo texto se desenvolve.

Observemos que ela poderia ter se justificado, explicando os sofrimentos da vida que a levaram a ter tantos homens, mas não! Ela simplesmente diz a sua verdade, a sua real condição de vida e ponto. Penso que toda graça começa aí, quando diante de Cristo a verdade vem à tona; e penso também que não há caminho diferente.

Enquanto achamos justificativas para nossos desmandos, ainda não haverá este "rio de água viva" da música cantanda acima. A nossa justificação vem de Cristo na Cruz, e mais uma vez a nós basta servi-lo na VERDADE, NA OBEDIÊNCIA, NA FIDELIDADE.

Eu posso até ter várias desculpas para o meu pecado, mas todas as desculpas não o justificam. Haverá um momento que tenho que me curvar diante somente da VERDADE, e aceitar o que realmente sou e não o que eu quero parecer ser; e é neste momento duro e difícil que começa a nossa conversão.

Houve um momento assim na minha vida, doído e muito duro ... eu era a samaritana ... mas diante de Jesus pude num gesto de total entrega pedir desta água e poder depois de muito tempo saborear o que é esta "água viva".

Não há outro caminho a não ser Cristo, não há outra Igreja sem ser a que É seu Corpo Místico (Igreja Católica Apostólica Romana), não há outra via sem ser os Sacramentos, não há uma família sem Pai e sem uma Mãe (Pai Eterno e a Santíssima Virgem). NÃO HÁ!

Intransigência? Não. Digo o que vivi e estaria sendo mentirosa se afirmasse o contrário; não posso ser contraditória com minha própria existência; somente Deus sabe em que situação eu me encontrava quando eu buscava "água no poço de Jacob"!

Desde então abracei Aquele que REALMENTE ME AMOU E AMA e abracei sem medo o caminho que ELE DESEJOU QUE SEGUÍSSEMOS, ou seja, a Santa Igreja! Não me interessa o resto, do resto não me vem a salvação, nem a minha e nem a salvação dos outros filhos de Deus!

Hoje vivo por Cristo e posso dizer como São Jerônimo " que os inimigos da Igreja são meus inimigos pessoais", porque são também inimigos da salvação das almas! E inimigos que desejam impedir que todos bebam desta água viva!


Fiquemos com Deus!

aguarela disse...

Olá!
A Samaritana dá para fazer muitas reflexões,tal é a riqueza do texto.Mas,estou como a Maria Luíza diz: hoje apetece-me ficar silenciosa,sentada à beira do poço.Também eu já li,vi e absorvi tanta ideia de outros,que agora quero,preciso fixar-me em Jesus,e acertar as batidas do meu coração com as d'Ele.
Muito boa reflexão !
Paz e bem!

Marili Alves disse...

Linda passagem com grande ensinamento pois antes e depois do encontro de Jesus há uma grande diferença, antes ela tinha 6 maridos e nenhum a deixava feliz, apenas sofria e o sétimo encontro era Aquele que trouxe água viva, a Palavra o ensinamento, a partir desse momento tudo foi modificado e para melhor.
Louvado seja o nome de Jesus Cristo.
Paz e Bem!!

Rosa disse...

Nesta "caminhada" Quaresmal já falamos de desertos e de sedes...
Desertos que nos fazem perder o rumo, perder o horizonte, perder o trilho.
E vem o desânimo, a frustração, o cansaço,o querer desistir, e vem a sede...
Procuramos, fontes de água corrente, poços de água que nos saciem.
E encontramos! matam a sede do imediato, mas não saciam.
Neste 3º Domingo da Quaresma, saibamos tirar as conclusões certas, saibamos escolher a fonte que nos dará a verdadeira "Água viva"
E saciados pela água que Jesus nos oferece, corramos, como a Samaritana, a anunciar que encontramos quem verdadeiramente nos conduz ao poço das águas da felicidade, da abundância, do amor, da verdade e da paz.

Bom Dia do Senhor.

teresa disse...

esta passagem é realmente riquíssima e tem muito para nos ensinar ,, por isso tal como você fico em silêncio a reflectir e meditar em tudo isto ...

beijo ..

Nova Civilização disse...

Amiga Maria Luiza,

tens razão... Ficar em silêncio e ouvir, apenas ouvir o que o Senhor quer nos falar, nos pedir. Amor!

obrigada,

beijos

Gisele

Dulce disse...

Olá Maria Luiza
Passei silenciosamente, meditei e sai de mansinho. Voltei e quebro o meu silêncio apenas para que saiba que o li e interiorizei, mas serenamente com "MUITO AMOR NO CORAÇÃO" reflito na bondade e misericórdia de Jesus.
A Ele e n`Ele, meu único Salvador,peço salvação bebendo da Sua água viva.
Um abraço em Cristo e Maria

Felipa disse...

Ontem e hoje estive afastada da internet, estive em oração junto ao Senhor Sacramentado que esteve em exposição na minha igreja. Estive lá toda a noite e esta tarde dormi, por isso ainda não visitei os blogs amigos.
O encontro com a samaritana é uma das mais belas passagens bíblicas, Jesus que se apresenta como a água viva e se dá a quem o quiser receber e não só aos seus. Jesus a falar com uma mulher é uma coisa do outro mundo, para aqueles tempos, pois os homens não conversavam com mulheres, elas não eram consideradas gente.
Jesus mostra que as mulheres são pessoas, conversa com a samaritana que além de mulher é estrangeira, e deixa-nos este belo exemplo de igualdade.
A minha filha fez esta encenação na catequese, há muitos anos, e tinha um modo tão característico de dizer a frase "como é que Tu, sendo judeu, me pedes de beber a mim, que sou samaritana?!" que quando oiço estas palavras lembro sempre esse momento, foi muito marcante.

Obrigada pela partilha, querida amiga, e a sua reflexão é tudo o que eu penso: "Senhor, hoje eu só quero, permita-me, sentar-me ao seu lado
na borda do poço, e ficar assim no mais profundo silêncio do meu ser. Quero apenas fechar meus olhos e senti-lo."

Beijinho

joaquim disse...

Sento-me contigo Maria Luiza à beira do poço e ouço, bebendo a água viva que Ele nos dá.

Um abraço amigo em Cristo

Tetê disse...

Oi Maria Luiza! Feliz de ter te encontrado no Manancial! Maravilhosa essa sua oração! Como é bom poder beber dessa água viva! Ontem na missa cantamos essa canção de Pe. Zezinho. A homilia comoveu à todos. Uma das intenções da missa era um ano de falecimento de um rapaz, major da aeronáutica, filho de uma amiga minha. Jovem, bonito, uma filhinha pequena, sonhos a concretizar... está difícil dela se conformar... tô arrepiada só de lembrar! Bjks Tetê

Regina F.Murbach disse...

Bom dia, leio tantos comentários lindos que não sei como me expressar meus sentimentos. Esse evangelho da Samaritana , diz exatamente aquilo que nós sentimos ,sede de Deus,na alma, no coração. E beber dessa água viva nos faz ser um espírito melhor , iluminado,confiante na Fé.Abraço Cristão com amor.

Related Posts with Thumbnails